sábado, 20 de fevereiro de 2010

Aprendendo a escrever

.

.

Eu estava só, com a mente vazia, precisando de tempo pra conseguir construir algo, o que eu via não era muito claro, precisava de lentes pra corrigir minha miopia autoral, pois pode parecer fácil pra um leigo, mas consegui escrever textos cômicos é mais difícil do que parece, mas acho que com esse auto-guia talvez a situação melhore pra mim, talvez pra você caro leitor.

1- SANIDADE! puro conceito vitoriano de insensatez global, afinal como num governo sério podemos aprisionar todos os Napoleão, o presidente mundial do mundo, Nostradamus entre outros no hospício! Eles poderiam estar contribuindo para humanidade.

2- POSTURA! um autor que se preze não pode sofrer de escoliose , e nem de má postura perante seus leitores, mesmo que os mesmo sejam acéfalos como no caso de J.R. Tolkien ou Paulo Coelho ou mesmo a J. K. Rowling.

3- INSPIRAÇÃO! Ao contrário do que o dicionário poderá afirmar, isto não é o ato de coletar ar nos pulmões, e sim de ter idéias criativas pra algo, ou de simplesmente plagiar, quer dizer tirar licença poéticas das palavras de terceiros para uso próprio.

4- LICENÇA POÉTICA! Quase tão boa quanto a licença para matar de Sir. James Bond, a licença poética lhe serve de desculpa para poder errar descaradamente e desenfreadamente coisas banais, e por ser fodão, pode dizer que errou de propósito pois queres usar sua licença poética é quase como o direito do rei( é bom ser o rei!).A propósito você tem licença para licença poética?

6- COÊRENCIA! todo mundo que se preze deve ter coerência, até um escritor. Bem, a não ser que você planeje ser um escritor surrealista... ou experimentalista... ou dadaísta... ou pós-modernista... ou abstrato... só podendo descumprir a coerência se fores usar a licença poética, como por exemplo desta numeração.

7- GENIALIDADE! é claro tudo isso é inútil se você não for um gênio, porque ser gênio é ser mais que tudo isso pense assim: a genialidade é como um super poder que um cara ganhou em um acidente de laboratório depois de ser atingindo por raios gamas mas infelizmente, se você se atirar aos raios gamas você não ficará tão genial como um monte de cinzas porque? porque o cara e um gênio não adianta! Genialidade não é coisa que se pega não existe bolsa-genialidade ou vale-genialidade "ó toma aqui o vale-genialidade,você vai ser um gênio da física por um noite amanhã você tem que carregar o seu cartão",isso não existe (se bem que é uma ótima idéia),mesmo assim existe um macete e é um gênio que ensina o caminho das pedras: o segredo da genialidade é falar uma língua incompreensível até mesmo para você, Millor Fernandes por isso, se eu fosse você, começaria desde já a articular frases sem sentido num mantra Klingon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário